quinta-feira, 2 de julho de 2015

BEMIS REALIZA A SIPAT 2015 “SEMANA DA SAUDE” EM LONDRINA-PR E CAMBÉ-PR

SIPAT SHOW APRESENTA NOVA PALESTRA "O MUNDO MÁGICO DA SEGURANÇA" DURANTE SIPAT 2015 BEMIS.

A SIPAT 2015 BEMIS aconteceu de 08 á 12 de junho nas unidades Londrina-PR – Cambé-PR. Participaram do ciclo de palestras todo o quadro efetivo de funcionários da BEMIS, cada horário da programação contou com cerca de 80 colaboradores para assistir o ciclo de palestras com vários temas, além de sorteios de brindes. 

FOTO: Mágico Jhones, Mácio técnico de segurança Bemis e Leonardo Leon durante Sipat 2015 Bemis Brasil. 

O grupo Sipat Show apresentou nos dias 08 e 10 A  palestra show  "O MUNDO MÁGICO DA SEGURANÇA"  é uma palestra que mistura humor, teatro e  números de ilusionismo. O mundo mágico da segurança é uma palestra indicada para sipat, focada na saúde e segurança do trabalhor dentro e fora do seu ambiente de trabalho.
O mundo mágico da segurança é apresentada pelos integrantes do grupo de teatro empresarial,SIPAT SHOW ator/palestrante Leonardo Leon e  mágico/palestrante Jhones Lourenço.

Programação da SIPAT 2015 BEMIS.
08-06 
SEGURANÇA COM AS MÃOS (Londrina-PR)
08:00h – 09:00h – 14:00 – 15:00 – 22:30h | Abertura e Apresentação de magicas.

PRIMEIROS SOCORROS (Cambé-PR)
09:00h – 14:00 – 22:00h | Abertura e Primeiros socorros, como agir!
09-06 
DIA DA SAUDE (Londrina-PR)
08:00h – 09:00h – 14:00 – 15:00 – 22:30h | Teatro interativo sobre álcool, drogas, DST e tabagismo.

INTEGRAÇÃO FAMILIAR - EMPRESA (Cambé-PR)
09:00h – 14:00 – 22:00h | Palestra e Vídeo.
10-06 
INTEGRAÇÃO FAMILIAR - EMPRESA (Londrina-PR)
08:00h – 09:00h – 14:00 – 15:00 – 22:30h | Abertura e Apresentação de mágicas.

SEGURANÇA COM AS MÃOS (Cambé-PR)
09:00h – 14:00 – 22:00h | Abertura e Apresentação de mágicas.
11-06 
PRIMEIROS SOCORROS (Londrina-PR)
08:00h – 09:00h – 14:00 – 15:00 – 22:30h | Primeiros Socorros – como agir!
DIA DA SAUDE (Cambé-PR)
09:00h – 14:00 – 22:00h | Palestra e Vídeo.

12-06 
ATO INSEGURO - EPI (Cambé-PR)
09:00h – 14:00 – 22:00h | Cine Pipoca.

Texto: Jhon Jhones

SIPAT SHOW PALESTRA TEATRO E MAGICAS PARA SIPAT

1º ENCONTRO “FORMAR PARA EMPREENDER” DA FEMA CONTOU COM PALESTRA DO GRUPO SIPATSHOW DIA 02 DE JUNHO EM SANTA ROSA-RS

O encontro foi promovido pelos Cursos Técnicos em Logística e Segurança do Trabalho da Escola Técnica Machado de Assis (FEMA). As palestras aconteceram na Capela do Colégio Dom Bosco, participaram do evento alunos dos cursos técnicos e superiores, professores e profissionais interessados no assunto.
FOTO: Mágico Jhones com a cena da guilhotina com participação interativa com publico presente.
O primeiro momento da noite contou com a presença do palestrante Eduardo Saibt Martins, professor e consultor do SEBRAE. Eduardo falou aos participantes sobre “Empreendedorismo em Dois Tempos”.
Na sequência, o grupo Sipat Show teatro empresarial, da cidade de Londrina/PR, apresentou a peça “Saúde, Sucesso e Segurança”.  A palestra é apresentada por 02 integrantes do grupo, Leonardo Leon ator/palestrante e Jhones Lourenço mágico/palestrante. 
“Saúde, Sucesso e Segurança” é uma peça com 04 personagens, MARIZA a empregada doméstica conta como perdeu o marido e sobre seu acidente com as mãos, MAGICO JHONES mágico do trabalho, faz mágicas falando de SST, FULGÊNCIO o funcionário que se sente a vontade trabalhando sem e.p.i.s e o DR. PROTEÇÃO que apresenta a aula sipat show de segurança do trabalho.
 
Texto: Jhon Jhones

SIPAT SHOW - PALESTRA – TEATRO – MÁGICAS PARA SIPAT

ADRAM REALIZA A 2ª DIPAT EM MAUÁ DA SERRA E FAXINAL-PR

Nos dias 20 e 21 de maio aconteceu a 2ª DIPAT2015 ADRAM (Dia interno de prevenção de acidentes do trabalho) nas cidades de Mauá da Serra-PR e Faxinal-PR. Foram apresentadas 06 palestras durante os dois dias, 03 palestras para cada unidade. 
Na unidade Mauá da Serra-PR.

FOTO: INTEGRANTES DA CIPA ADRAM 2015 - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO.

As palestras aconteceram em uma tenda, com palco, som e iluminação, a palestra apresentada foi a palestra show “Saúde, sucesso e segurança” do grupo Sipat Show de Londrina-PR - interpretada pelo palestrante/ator Leonardo Leon e mágico/ator Jhones Lourenço.
Na unidade Faxinal-PR as palestras para a DIPAT2015 ADRAM foram apresentada no salão da Associação dos Servidores Públicos de Faxinal-PR.
Na palestra show “Saúde sucesso e segurança” voltada para SST (saúde e segurança do trabalho) os colaboradores conheceram a personagem MARIZA empregada doméstica que conta sua história de uma forma divertida e bem humorada, ela conta como foi à perda do marido para o alcoolismo e como se acidentou com produtos químicos ao anuviá-los sem as luvas cedidas pela empresa. Durante as cenas
mágico Jhones realiza números de ilusionismo para falar de achismos (que podem causar acidentes do trabalho e problemas de relacionamentos interpessoais), interpretação dos riscos, utilização de e.p.i.s (e.p.i.s evitam acidentes? Sim ou não?) NR 09 riscos ambientais e NR 35 trabalho em altura. O personagem FULGÊNCIO motorista de caminhão, sempre alegre adora contar historias, mais como exemplo tem uma vida desregrada sem cuidados devidos em casa ou no trabalho. . 
O personagem DR. PROTEÇÃO que da uma aula show com demonstrações inteligentes de como o acidente é inesperado, e que a queda é traumática independentemente da  altura que se encontra a vitima. São abordados fatores de desatenção, abrir exceções, não percepção de  riscos, auto-exclusão e auto confiança, danos que poderiam ser evitados caso medidas de segurança fossem utilizadas.  
A palestra show não é uma palestra técnica, a sipat show desenvolve palestras teatrais, envolvendo humor, mágicas, músicas e jogos. Sempre interagindo com a platéia, assuntos de saúde e segurança do trabalho, buscando envolver o colaborador com a importância do tema proporcionando um momento de descontração e diversão, diferente da realidade   do seu  dia-a-dia. O dia dia  dentro da empresa aonde precisa manter a postura profissional.
As palestras do grupo sipat show utiliza-se dos recursos de artes cênicas para passar assuntos sérios de segurança e saúde no trabalho, acreditamos na fixação do conteúdo por meio dos exemplos, dos personagens que foram desenvolvidos de  forma de caricata,  figurinos, texto, com formato aula show preparadas para a realidade da empresa que  contrata.

Texto: Jhon Jhones.

SIPAT SHOW - PALESTRA SHOW E TEATRO EMPRESARIAL ATENDEMOS TODO O TERRITORIO NACIONAL.

WWW.SIPATSHOW.COM.BR

EMPRESA DE SANEAMENTO DO MATO GROSSO REALIZA VI SIPAT PARA SEUS COLABORADORES

SIPAT SHOW APRESENTA CICLO DE PALESTRAS NA SAAE NO MUNICÍPIO DE LUCAS DO RIO VERDE MT

De 05 á 09 de maio de 2015 aconteceu a VI SIPAT DA SAAE - Serviço Autônomo de Água e Esgoto na cidade de Lucas do Rio Verde-MT.
A 6ª SIPAT 2015 SAAE contou com todo o quadro efetivo de funcionários, servidores públicos do município e alunos do curso técnico de segurança do trabalho.

Imagem: Caricaturas dos integrantes da CIPA - SAAE 2015...

A abertura oficial da semana interna de prevenção de acidentes da SAAE foi na quarta-feira (06), ás 19h, no auditório da Câmara Municipal de Vereadores, com o cerimonial de Natan Pontes e palestra show “Saúde sucesso e segurança”, apresentada pelos palestrantes Leonardo Leon e Jhones Lourenço do grupo Sipat Show de Londrina-pr.

No dia 07 dando sequência nas palestras o grupo Sipat Show estreou a palestra show sipat -  “O Mundo mágico da segurança” palestra  com recursos inovadores em teatro, humor, ludicidade e números de ilusionismo relacionados  à saúde e segurança do trabalhador .
Dia 08 os colaboradores assistiram a palestra “SIGA SEGURO” que abordou a segurança no trânsito, envolvendo situações com carros, motos, caminhões e pedestres. Fatores de atenção, imprudência, negligência e imperícia – direção defensiva corretiva e preventiva. 
E no dia 09 foi o encerramento do ciclo de palestras que aconteceu na associação da SAAE, os colaboradores participaram de aula prática de combate a incêndio, assistiram a palestra “É tempo de 5´S” - Os 5 sensos de qualidade total, (utilização, organização, saúde, limpeza e auto disciplina).  Além de sorteios de brindes, seleção de frases de segurança elaboradas por colaboradores e almoço de confraternização.
A SIPAT é a “semana interna de prevenção de acidentes do trabalho” que pode acontecer em auditórios, setores e campo aberto, durante esta semana são realizadas várias atividades que abordam questões de SST “saúde e segurança no trabalho”, dentre elas os treinamentos, palestras, paródias, sorteios de brindes, seleção de frases de segurança e outras atividades elaboradas pela CIPA “comissão interna de prevenção de acidentes”.
De 05 á 09 de maio de 2015 aconteceu a VI SIPAT DA SAAE - Serviço Autônomo de Água e Esgoto na cidade de Lucas do Rio Verde-MT.
A 6ª SIPAT 2015 SAAE contou com todo o quadro efetivo de funcionários, servidores públicos do município e alunos do curso técnico de segurança do trabalho.
Imagem: Caricaturas dos integrantes da CIPA - SAAE 2015...
A abertura oficial da semana interna de prevenção de acidentes da SAAE foi na quarta-feira (06), ás 19h, no auditório da Câmara Municipal de Vereadores, com o cerimonial de Natan Pontes e palestra show “Saúde sucesso e segurança”, apresentada pelos palestrantes Leonardo Leon e Jhones Lourenço do grupo Sipat Show de Londrina-pr.
No dia 07 dando sequência nas palestras o grupo Sipat Show estreou a palestra show sipat -  “O Mundo mágico da segurança” palestra  com recursos inovadores em teatro, humor, ludicidade e números de ilusionismo relacionados  à saúde e segurança do trabalhador .
Dia 08 os colaboradores assistiram a palestra “SIGA SEGURO” que abordou a segurança no trânsito, envolvendo situações com carros, motos, caminhões e pedestres. Fatores de atenção, imprudência, negligência e imperícia – direção defensiva corretiva e preventiva. 
E no dia 09 foi o encerramento do ciclo de palestras que aconteceu na associação da SAAE, os colaboradores participaram de aula prática de combate a incêndio, assistiram a palestra “É tempo de 5´S” - Os 5 sensos de qualidade total, (utilização, organização, saúde, limpeza e auto disciplina).  Além de sorteios de brindes, seleção de frases de segurança elaboradas por colaboradores e almoço de confraternização.
A SIPAT é a “semana interna de prevenção de acidentes do trabalho” que pode acontecer em auditórios, setores e campo aberto, durante esta semana são realizadas várias atividades que abordam questões de SST “saúde e segurança no trabalho”, dentre elas os treinamentos, palestras, paródias, sorteios de brindes, seleção de frases de segurança e outras atividades elaboradas pela CIPA “comissão interna de prevenção de acidentes”.

Texto: Jhon Jhones. 
Especial para Sipat Show.

SIPAT SHOW TREINAMENTOS E PALESTRAS - SEGURANÇA DO TRABALHO SIPAT/CIPA.

PREFEITURA DE PIRAJU-SP REALIZA SIPAT 2015 PARA SEUS COLABORADORES

No dia 10 de abril de 2015 aconteceu a sipat 2015 da prefeitura de Piraju-SP reunindo colaboradores da prefeitura para assistir a palestra show “saúde sucesso e segurança “SEGURANÇA DO TRABALHO" do grupo Sipat Show. 

FOTO: Leoanrdo Leon e Mágico Jhones ( Sipat Show). Napolitano Reinaldo e integrantes da CIPA - comissão interna de prevenção de acidentes do trabalho Município de Pirajú-Sp.

A cidade de Piraju, foi o primeiro município a abolir a escravidão, antes da Lei Áurea (Lei Imperial n.º 3.353, sancionada em 13 de maio de 1888).
Em 1912 foi também a primeira cidade a obter luz elétrica (um ano antes do Rio de Janeiro). Sendo instalada uma usina de energia elétrica na Fazenda Boa Vista, 15 km a oeste da cidade. 
A Sipat 2015 Piraju-SP contou com cerca de 100 colaboradores que assistiram a palestra/show “saúde sucesso e segurança” apresentada por dois integrantes do grupo, o ator-palestrante Leonardo Leon com seus personagens DR. PROTEÇÃO, MARIZA (funcionária distraída) e FULGÊNCIO (o funcionário que não utiliza seus epi´s), e também o integrante mágico-ator Jhones Lourenço que realizou números de ilusionismo relacionados aos temas  de segurança do trabalho.
A empresa Sipat Show é especializada em palestras voltadas para SST saúde e segurança do trabalho oferecendo palestras e palestrantes para todo território nacional.

Texto: Jhon Jhones.
Envie sua solicitação de orçamento através do nosso site.
Palestras, treinamentos, teatro e mágicas – SEGURANÇA DO TRABALHO.

SIPAT MÁGICA SIPATEMA 2015 UHE Colíder-MT

A UHE Colíder (Usina Hidrelétrica Colíder) realizou na semana passada – 09 a 13/março de 2015 – a SIPATEMA (Semana Interna de Prevenção de acidentes do Trabalho e Meio Ambiente). O evento foi realizado para os funcionários do Consórcio J Malucelli/CR Almeida responsáveis pela construção da Usina. A Usina Hidrelétrica Colíder está sendo construída na região norte do Mato Grosso. Terá 300 megawatts de potência instalada e será o primeiro de cinco aproveitamentos hidrelétricos previstos para o rio Teles Pires.

A Usina prioriza o cuidado com o meio ambiente, o desenvolvimento social e econômico local e a preservação do patrimônio natural, histórico e natural da região.

As palestras ministradas durante a semana SIPAT, ficaram sobre a responsabilidade do Mágico Palestrante Raphael Lima e os temas foram: Percepção de riscos, A segurança em suas mãos, Drogas alcoolismo e direção defensiva, DST’S/AIDS e Tabagismo, Meio Ambiente e Impacto Ambiental.

Para Poliana (Aux. Técnica em Segurança do Trabalho) o programa de palestras apresentado cativou a atenção dos funcionários presentes de maneira envolvente, levando os conceitos solicitados para a SIPATEMA.

Na opinião do nosso palestrante, a oportunidade de trabalhar todos os temas do ciclo de palestras da SIPAT e/ou SIPATEMA permite fazer do evento um “treinamento comportamental” voltado à prevenção de acidentes do trabalho e conscientização ambiental. Dentro do ciclo de palestras ministradas na UHE Colíder os funcionários puderam perceber a importância do uso dos Epi’s (Equipamentos de Proteção Individual), além de aprender uma nova forma de observar o ambiente de trabalho, um olhar mágico, para que acidentes não os impeçam de fazer a “mágica da vida”! Pode-se perceber também que, a conquista dos nossos sonhos está em um futuro próximo e que cuidar da própria vida e do meio ambiente hoje é uma das chaves para que tais sonhos sejam conquistados.

Aos funcionários o nosso desejo de que eles voltem para casa todos os dias, em segurança, e façam “mágica” como lhes foi ensinado! 
A toda a equipe organizadora da SIPATEMA UHE Colíder nossos agradecimentos, pela confiança deposita em nosso trabalho.

Fonte: Raphael Lima - Mágico ilusionista.

Sipat Show - Treinamentos e palestras Ltda - Londrina Pr.

www.sipatshow.com.br

KLABIN FLORESTAL REALIZOU A SIPATR INTEGRADA NO FIM DE 2014

KLABIN FORESTAL PROMOVEU A SEMANA INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO RURAL , PALESTRAS FORAM FOCADA NA PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO.

De 01 a 05 de Dezembro de 2014 aconteceu a SIPATR INTEGRADA KLABIN FLORESTAL . O evento foi realizado em várias cidades em  unidades da  Klabin Florestal, Telêmaco Borba-PR, Reserva-PR, Rio Branco-PR e Lagoas-PR, esteve presente grande número de colaboradores efetivos Klabin e empresas terceirizadas. 

Foto: da esquerda para direita-Mágico Jhones e Leonardo leon (Sipat Show) e Flávio Peralta (Amputados Vencedores) durante sipat rural Klabin 2014.

A SIPATR INTEGRADAS KLABIN FLORESTAL contou com palestras, gincanas, concurso de paródias, sorteios de prêmios e distribuição de brindes para os colaboradores.
No primeiro dia no período da manhã foram realizadas intervenções setoriais com atores do grupo Sipat Show que realizaram performances de 20 minutos em setores da empresa, o personagem DR. PROTEÇÃO e Mrs JHONES – MÁGICO DO TRABALHO, abordaram assuntos de SST (saúde e segurança no trabalho) com divertidos personagens e   vários números de ilusionismo para ilustrar situações de segurança,  insegurança e riscos constantes  de acidentes do trabalho com o colaborador.
Flávio Peralta, palestrante da Amputados Vencedores abriu o ciclo de palestras com a palestra “Qual o valor da sua vida?”, seguido por, palestra show com os atores Leonardo Leon e o Magico Jhones grupo Sipat Show “Segurança e atitude prevencionista”, palestra “Alcool e Drogas” com o psicólogo Ayslã (Curitiba-Pr) , palestra “Mudança de comportamento em busca do acidente zero” com o palestrante Sr. Lucio. E para encerrar a programação o radialista Jauri Gomes da Rádio T deu show com seu personagem Juca Bala que contou piadas e cantou músicas de sucessos para os colaboradores.
Historicamente comprometida com o desenvolvimento sustentável, a Klabin reserva mais de 40% de suas terras para matas nativas preservadas. E mantém áreas próprias com pinus e eucalipto para a fabricação de seus produtos. Uma das pioneiras na adoção do conceito de desenvolvimento sustentável, a Klabin foi a primeira empresa do setor de papel e celulose do Hemisfério Sul a receber a certificação Forest Stewardship Council® (FSC®) em 1998. No Paraná, a área da Klabin representa a maior mancha verde no Sul do Brasil, facilmente identificável nas fotos de satélite.

Texto: Jhon Jhones


Palestras Teatro e mágicas para sipat 

Palestras  SEGURANÇA DO TRABALHO

segunda-feira, 27 de abril de 2015

PREVIDÊNCIA SOCIAL Segurança no trabalho é obrigação do empregador

Procuradora do Ministério Público do Trabalho diz que a falta de estrutura na fiscalização é uma das responsáveis pelo alto índice de trabalhadores acidentados no Estado

Curitiba – Nesta terça feira, o Ministério Público do Trabalho do Paraná (MPTPR) realiza uma série de eventos para marcar o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho. A proposta é aproveitar a data para promover a conscientização da importância de investir na saúde e segurança no trabalho. Em 2013, segundo o Anuário Estatístico da Previdência Social, o Brasil registrou 717.911 acidentes de trabalho, dos quais 14.837 resultaram em incapacidade permanente e 2.797 em óbito. O Paraná registrou 53.132 acidentes, dos quais 1.353 resultaram em incapacidade permanente e 270 em mortes – números que colocam o estado em quinto lugar no número de acidentes (atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul) e terceiro que mais registra óbitos (atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais). As atividades serão realizadas em três municípios, Curitiba, Umuarama e Pato Branco. Na capital, a programação está a cargo do Fórum de Proteção ao Meio Ambiente de Trabalho do Estado do Paraná (FPMATPR),
coordenado pela procuradora do trabalho Ana Lucia Barranco. Dados da Secretaria de Saúde do Paraná mostram que em 2014 foram registrados 363 óbitos no trabalho em todo o Estado. A maioria das mortes acontece por acidentes de trânsito (185), choque (24) e impacto de objetos (21). As atividades que mais tiraram a vida de trabalhadores paranaenses foram motoristas de caminhão (52), trabalhador volante na agricultura (18), pedreiro (17), empregado doméstico (16), eletricista de instalações (15) e alimentador de linha de produção (8). Em entrevista à FOLHA, a procuradora Ana Lucia Barranco fala das principais dificuldades em reduzir o número de acidentes e mortes de trabalhadores no Brasil. Pela avaliação dela, quase a totalidade dos acidentes poderiam ser evitados com medidas de prevenção. Ela também define a terceirização no mercado de trabalho, cuja proposta está em tramitação no Congresso, como "a grande tragédia do século". "Somos contra, é a forma mais clara e evidente de precarização da relação de trabalho." O Paraná é o terceiro Estado que mais registra óbitos de trabalhadores. Por que estamos nessa posição? É uma faca de dois gumes. Por um lado a gente tem uma realidade de muitos acidentes. Até um dos fatores recentemente discutidos em nosso Fórum é o pequeno número de auditores fiscais do trabalho especializados na área de meio ambiente do trabalho. Nós temos um quantitativo muito pequeno de fiscais face ao número de empresas que temos. Então, dificuldades na fiscalização acabam levando a um sentimento equivocado de impunidade, acabam levando a um não investimento em políticas preventivas de segurança do trabalho. Mas por outro lado, nós temos que relativizar um pouco esses números porque é proporcional o número dos acidentados com o número da população economicamente ativa. Como no Paraná a gente tem uma população grande, uma parte grande economicamente ativa, então nós vamos registrar um número maior de óbitos. E também pelo fato de que a Secretaria de Estado ter investido muito na parte de capacitação dos profissionais de saúde. Se houve uma maior conscientização, automaticamente os médicos das unidades de saúde passaram a registrar e notificar mais os agravos relacionados ao trabalho. É um dos fatores. Mas a nossa realidade, infelizmente, ainda é de muitos acidentes. Se for considerar os informais, os que estão trabalhando sem registro, os que estão trabalhando sob uma falsa denominação de autônomos, o nosso universo vai ser muito maior e o número vai crescer ainda mais. Houve uma diminuição no número de acidentes entre trabalhadores do sexo masculino e aumento das ocorrências entre as mulheres. Por quê? Eu acredito que primeiro porque as mulheres têm saído mais para o mercado de trabalho e, segundo, porque elas estão passando a ocupar funções que eram tipicamente masculinas. Na construção civil a gente vê mulheres fazendo papel de pedreiro, de mestre de obra, que são atividades com alto índice de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Motorista de ônibus, piloto de avião, atividades antigamente tipicamente masculinas e que hoje em dia são postos de trabalho também ocupados pelas mulheres. E a própria saída das mulheres para trabalhar fora. A gente sabe que muitas mulheres são chefes de família e respondem pelo sustento da casa. Consequentemente, o trabalho fora vai gerando mais agravos à saúde da trabalhadora. É grande a diferença entre o número de óbitos entre motoristas de caminhão, setor que mais mata trabalhadores no Paraná, e o segundo colocado nesse ranking, a agricultura. Por que tanta diferença? Infelizmente é um fator bem preocupante. E agora a gente ainda teve um retrocesso com a Lei do Caminhoneiro. A gente tinha uma lei (do Descanso) que estava limitando a jornada, e agora, para nós do MPT, houve um retrocesso permitindo que o caminhoneiro volte a fazer uma jornada maior, com menos pausa, menos intervalo. O excesso de jornada está diretamente ligado ao número de acidentes de trabalho. Prestar atenção, em oito horas de serviço, é uma coisa. Depois de 12 horas a concentração diminui e a chance de acidente é muito maior. Essa questão afeta não só o trabalhador, mas todos que estão na estrada. Porque o motorista vai estar cansado, vai estar com uma jornada excessiva sem descanso, sem atenção e é quando acontecem os maiores acidentes. No Paraná temos bastante registro pela grande produção rural que vem do interior. Eu reputo esse número grande ao intenso tráfego do interior para o Porto de Paranaguá. Qual o objetivo das mobilizações marcadas para 28 de abril? Lançar sementes de conscientização para os trabalhadores, os empregadores, a sociedade de uma maneira geral para a importância da prevenção dos acidentes de trabalho. Primeiro, porque não tem como mensurar quanto custa um pai de família fora de casa por causa de um acidente de trabalho. E são acidentes tão previsíveis. A grande maioria é causada pela falta de equipamento, falta de prevenção, falta de programas de gerenciamento de risco. São evitáveis e se são evitáveis, tem que trabalhar com a conscientização, tem que trabalhar com a prevenção para que não haja essa falha, essa penalização tão grande da família e também da empresa, que vai ter que arcar com todos os seguros recorrentes e o Estado com o custo social. É mais barato prevenir do que arcar com esses custos. Com certeza. Eu acho que a longo prazo as empresas vão começar também a entender que sai mais barato prevenir porque a Previdência Social está começando a entrar com ações regressivas. Quando fica caracterizado que o acidente foi por culpa do empregador, a Previdência está indo buscar indenização para ressarcir os cofres públicos. O próprio trabalhador, hoje em dia, está tendo mais consciência e conhecendo mais os direitos. A maioria das vezes a culpa é do empregador porque não propiciou o ambiente de trabalho seguro, saudável. Não basta ele fornecer os equipamentos de proteção, ele tem que fornecer, orientar, treinar e fiscalizar o uso. Como eu brinco aqui, o capacete em cima da mesa não vai proteger ninguém. O capacete tem que estar na cabeça do trabalhador. Um capacete novo, adequado, em condições de uso e efetivamente o trabalhador utilizando durante o período de expediente. Culpa do trabalhador, eu vou te dizer que é o residual do residual. O ato inseguro é um argumento que hoje em dia a gente não considera. Ninguém vai colocar a mão na máquina para perder a mão. É a falta de treinamento, é a falta de proteção na máquina que deveria ter um dispositivo que impedisse que o trabalhador colocasse a mão. E sobre as máquinas importadas da China sem dispositivos de segurança? A gente não tem uma legislação específica no Estado do Paraná que proíba a importação de máquinas sem dispositivo de segurança. Mas isso não é desculpa para o empregador. Ao empregador cabe fornecer um ambiente de trabalho saudável e seguro. Ele poderá importar a máquina. Mas teoricamente ele não poderia colocar funcionando. Se tiver uma fiscalização, os fiscais vão interditar a máquina e será exigido que o empresário coloque o dispositivo de segurança. Como o MPT vê o projeto de lei que regulamenta a terceirização do trabalho? Nós somos completamente contra. A terceirização é a forma mais clara e evidente de precarização da relação de trabalho, ou seja, de desproteção do trabalhador. O trabalhador fica à deriva. Nas atividades que são permitidas, as chamadas atividadesmeio, ligadas à limpeza, asseio, conservação, o que vemos são os trabalhadores com mais rotatividade, salários mais baixos, com menor força em termos de movimento sindical e o maior contingente de empresas que fecham e deixam os trabalhadores sem receber. A lei vai servir para qualquer atividade. Você poderá ter empresas sem nenhum empregado. Em um banco, o caixa vai ser de uma terceirizada, vigilante de outra, copeiro de outra, escriturário de outra. Serão bancários? Não. Cada um vai pertencer à categoria X, Y ou Z. Vão ter um sindicato que cuide? Não. Vão ter um salário digno, alguém que lute? Não. A partir de 50 empregados, uma empresa tem que ter serviço médico especializado. Você acha que vai ter empresas com mais de 50 empregados? Vão cumprir cota de deficiente, cota de aprendiz? Não, pois não terão número para isso Será a total desproteção do trabalhador. A grande tragédia do século.

Adriana De Cunto
Reportagem Local

terça-feira, 31 de março de 2015

RELATO - Homens e máquinas realizam trabalho lado a lado mas a segurança é jogada para escanteio.

Nesta segunda-feira (30) foi fragrado mais um ato de irresponsabilidade com os trabalhadores em um canteiro de obras na avenida Barão do rio branco (zona oeste) de Juiz de Fora-MG. O enfermeiro do trabalho Aby Henger registrou por vídeo atividades insalubres sendo desenvolvidas sem a aplicação de proteção preventiva do trabalhador, homem e máquina
trabalhando lado a lado sem nenhum tipo de equipamento de proteção individual.

"Ainda existem empreiteiras e/ou contrutoras que para reduzir gastos com pequenas obras deixam de investir na segurança do trabalhador, sendo que a aplicação de EPI custa 0,05% do custo total da obra, um trabalhador acidentado custa muito mais caro para o empregador do que a verba que ele deixou de investir na Saude e Segurança de seus colaboradores."